Sarney quer aprovar lei que criminaliza atos contra os advogados

JB Online

BRASÍLIA - O presidente do Senado, José Sarney, afirmou que dará total apoio à aprovação de projeto de lei que criminaliza os atos contra as prerrogativas dos advogados. A matéria já foi aprovada pela Câmara e encontra-se em tramitação no Senado. Ele garantiu ainda que fará esforços para que o projeto seja aprovado o mais rápido possível, devido à sua importância para a defesa da advocacia e da sociedade.

- Quero manifestar aqui meu apoio a essa iniciativa e afirmar que, na Presidência do Senado, farei de tudo para que essa lei que criminaliza quem viola as prerrogativas da advocacia seja aprovada o mais rapidamente possível - sustentou o senador, ao participar de solenidade do lançamento da Coordenação de Direito Eleitoral, instalada pelo presidente nacional da OAB, Cezar Britto. - Todo ato de violação às prerrogativas do advogado é crime. Portanto, sou a favor da criminalização. O advogado significa a defesa do direito, ele faz parte da Justiça, como estabeleceu a Constituição - acrescentou.