Piloto terá que explicar abandono de avião após queda em MG

Portal Terra

BELO HORIZONTE - A Polícia Civil de Pará de Minas, no centro-oeste de Minas Gerais, vai ouvir nesta terça-feira o depoimento do piloto do avião bimotor prefixo N2176P que caiu na segunda-feira à tarde em um pasto, na zona rural da cidade. De acordo com o policial Ricardo de Carvalho, o piloto, Renato Barbosa Santos, 28 anos, terá que explicar por que ele e os três passageiros da aeronave deixaram o local do acidente e também por que cobriram com uma lona preta o prefixo da aeronave.

- Estavam o piloto e três empresários de Belo Horizonte. Os empresários ainda não foram identificados, mas estariam na cidade para comprar o avião - explica Carvalho. No final da noite o piloto compareceu à delegacia com o dono da aeronave. - Eles apresentaram o brevê e também a documentação do bimotor, e estava tudo em dia - afirma o policial.

Segundo relato inicial do piloto à polícia, um dos motores apagou durante o vôo. Ele tentou fazer um pouso de emergência, mas o trem de pouso não funcionou. Assim, ele desviou o bimotor das casas, passou por cima da BR-352 e acabou caindo no pasto. De acordo com Carvalho, "esse avião foi comprado nos EUA recentemente, mas é velho. E parece que teve perda total".

A aeronave foi rebocada para o aeroclube de Pará de Minas. De lá, deve seguir para São Paulo, onde técnicos da Anac e da Aeronáutica vão avaliar as reais causas do acidente.