Itália protocola mandado de segurança no STF contra refúgio a Battisti

Portal Terra

BRASÍLIA - O governo da Itália protocolou um mandado de segurança contra o refúgio político concedido ao ex-ativista Cesare Battisti pelo ministro da Justiça, Tarso Genro. O documento chegou ontem à noite ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ainda não foi distribuído a nenhum ministro.

O refúgio a Battisti, 54 anos, foi concedido no último dia 13. Tarso Genro afirmou que o italiano 'possui um fundado temor de perseguição por suas opiniões políticas' em sua terra natal. Ele foi condenado no país à prisão perpétua por quatro assassinatos cometidos na década de 70.

Após diversas mensagens oficiais de descontentamento com a decisão brasileira, no último dia 27 o chanceler italiano, Franco Frattini, chamou para consultas seu embaixador em Brasília, Michele Valensise. O processo tramita agora no STF, que deverá decidir se o italiano será extraditado ou permanecerá no Brasil, na condição de refugiado político.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais