DEM discute desligamento do deputado Edmar Moreira

Agência Brasil

BRASÍLIA - A Executiva Nacional do Democratas se reúne hoje para discutir o destino do deputado Edmar Moreira (DEM-MG), que renunciou aos cargos de segundo vice-presidente e de corregedor da Câmara. O DEM poderá expulsá-lo da legenda. A reunião está marcada para as 13h.

Às 17h, o presidente do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ), dará entrevista para falar sobre a decisão da executiva.

Edmar Moreira se antecipou ao DEM e já pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seu desligamento por justa causa. Com a renúncia aos cargos, Moreira tenta preservar o mandato e evitar a abertura de um processo por quebra de decoro. Ele é acusado de omitir da Justiça Eleitoral o castelo que possui em Minas Gerais, avaliado em R$ 25 milhões, e de não quitar dívidas trabalhistas e previdenciárias de funcionários de sua empresa.

Às 13h30, os lideres dos partidos na Câmara se reúnem na Presidência da Casa para discutir o projeto que desvincula a corregedoria da segunda vice-presidência da Câmara. Caso as lideranças fechem acordo, o projeto pode ser levado ao Plenário ainda hoje, em regime de urgência.