Extradição de Battisti seria triunfo da Justiça, diz deputada

Portal Terra

BRASÍLIA - A deputada italiana Michaela Biancoforte, da coalizão governista Povo da Liberdade (PDL), comentou nesta segunda-feira a informação divulgada pela imprensa brasileira de que o Supremo Tribunal Federal (STF) poderia aprovar a extradição do ex-militante de esquerda Cesare Battisti. Segundo ela, "se forem confirmadas as informações sobre o caso que emergem de algumas agências de notícias, para a Itália seria um resultado incrível e um justo triunfo da Justiça". As informações são da agência Ansa.

Preso desde 2007 no Brasil, Battisti se tornou o pivô de uma crise diplomática entre Brasil e Itália no último dia 13 de janeiro, quando o ministro da Justiça, Tarso Genro, concedeu a ele o refúgio político. A decisão do governo brasileiro causou protestos entre líderes políticos italianos, que pedem a extradição do ex-ativista. Uma decisão final sobre o caso será dada pelo STF, que poderá extraditá-lo ou permitir que ele continue a viver no Brasil sob a condição de refugiado político.

Para a deputada, uma decisão do STF favorável à extradição seria também "um sucesso pessoal" do chanceler italiano Franco Frattini, que, segundo ela, está "muito empenhado em obter a extradição e restaurar a legalidade".

A política disse também que acredita que a extradição do ex-militante seria um fato importante para "os familiares das vítimas de Cesare Battisti e para todos os familiares das vítimas do terrorismo na Itália, finalmente ressarcidas de sofrimentos e dores".