Dossiê da Itália por extradição de Battisti chega ao STF

Portal Terra

BRASÍLIA - O dossiê do governo italiano com informações sobre o caso do ex-ativista Cesare Battisti chegou no final da tarde desta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a assessoria do STF, o documento deve ser entregue amanhã ao ministro relator do processo de extradição, Cezar Peluso.

Na semana passada, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Itália, Maurizio Massari, havia afirmado que o empenho pela extradição de Battisti, condenado no país à prisão perpétua por quatro assassinatos cometidos na década de 1970, é atualmente a "prioridade absoluta" do governo italiano.

O refúgio a Battisti, 54 anos, foi concedido no último dia 13 pelo ministro da Justiça brasileiro, Tarso Genro, que afirmou que o italiano "possui um fundado temor de perseguição por suas opiniões políticas" em sua terra natal.

Após diversas mensagens oficiais de descontentamento com a decisão brasileira, no último dia 27 o chanceler italiano, Franco Frattini, chamou para consultas seu embaixador em Brasília, Michele Valensise. O processo tramita agora no STF, que deverá decidir se o italiano será extraditado ou permanecerá no Brasil, na condição de refugiado político.