AM: corpo de piloto de avião que caiu será sepultado esta manhã

Portal Terra

MANAUS - O corpo do piloto César Leonel Grieger, 47 anos, será sepultado na manhã desta segunda-feira. O velório ocorreu em uma funerária de Manaus, onde morava o piloto do avião Bandeirante que caiu em um rio, na tarde deste sábado, próximo ao município de Manacapuru, a 80 km de Manaus.

Durante todo o dia, vários colegas de profissão, a maioria pilotos da Manaus Aerotaxi - empresa proprietária da aeronave acidentada - e de outras empresas foram à funerária prestar as últimas homenagens ao comandante que foi uma das 24 vítimas fatais do acidente. Grieger tinha mais de 26 anos de experiência e estava na empresa há 6 anos.

- Era um dos mais criteriosos pilotos da nossa empresa. Todos respeitavam - disse o vice-presidente da Manaus Aerotaxi, Marcelo Fernandes Pacheco.

Natural do município de Getúlio Vargas, no Rio Grande do Sul, Grieger deixou mulher e um filho menor que levava o seu nome. Célia Grieger não teve condições emocionais de falar com a imprensa, mas um amigo da família, que pediu para não ter o nome revelado, informou que a família só irá se pronunciar após o sepultamento, previsto para esta manhã.

No aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus, os comentários das pessoas que conheciam o comandante Grieger demonstravam dúvida sobre o que aconteceu. - Eu também estou ansioso pra saber porque tinha tanta gente no avião. O comandante era altamente rígido com as normas de segurança - disse o secretário de Defesa Civil de Coari, Orleílson Guimarães.

Ele alertou a falta de fiscalização das aeronaves que fazem vôos regionais no interior do estado. - Essa coisa de interior tem de se definir. Tem que ter ordem! Às vezes entra um, entra outro, é tipo lotação de ônibus. Com relação à lotação, vai botando gente, botando gente. Só que com aviação não se brinca - disse Orleílson.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais