Defesa alerta para chuva forte em 14 Estados e DF

Portal Terra

BRASÍLIA - A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, enviou alerta de chuva forte às defesas civis dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Piauí, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, São Paulo, Amapá, Tocantins, Pará e Distrito Federal.

Áreas de instabilidade dão origem a nuvens carregadas que provocam pancadas de chuva em boa parte dos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul na noite desta sexta-feira. Há risco de temporais isolados, com chuva forte, raios e ventos que podem chegar a 60 km/h, principalmente no oeste e norte paulistas e Vale do Paraíba e no sul, sudoeste, oeste, noroeste e norte do Rio Grande do Sul.

No domingo, a chuva deve atingir o norte e o sul de São Paulo e o norte gaúcho, onde devem ocorrer temporais. Em todas as regiões de São Paulo há possibilidade de chuva forte, acompanhada de raios e ventos no domingo.

Durante todo o final de semana, áreas de instabilidade provocam chuva em Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Piauí, Mato Grosso do Sul, Amapá, Tocantins e Pará. Especialmente no nordeste e norte do Pará, a chuva pode ser de forte intensidade, com raios. Há risco de temporais isolados em Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul, com ventos que podem atingir os 60 km/h.

Áreas de instabilidade mantém as condições de pancadas de chuva neste sábado para os Estados do Rio de Janeiro e Mato Grosso. Pode haver chuva forte, com raios e ventos entre 40 e 50 km/h, principalmente no centro-leste de Mato Grosso e na região metropolitana do Rio de Janeiro. O sul, o noroeste e a região serrana do Estado fluminense também devem ser atingidos por temporais.

Os Estados de Minas Gerais, Goiás e o Distrito Federal também devem ser atingidos por pancadas de chuva durante o final de semana. As regiões do Triângulo Mineiro, Zona da Mata, sul, centro e noroeste de Minas Gerais podem sofrer com temporais isolados, com cuva forte, raios e ventos que atingem os 60 km/h.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil recomenda que a população evite áreas de alagamentos e com risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras. Ruas sujeitas a alagamentos localizados e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes também devem ser evitados.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais