Polícia intima mais 17 testemunhas de desabamento em igreja

Portal Terra

SÃO PAULO - Após ouvir 10 testemunhas do desabamento do teto da Igreja Renascer em Cristo, a Polícia Civil intimou mais 17 pessoas para prestar depoimento nos próximos dias. Caso seja comprovada culpa, os responsáveis podem ser indiciados por lesão corporal e homicídio doloso. Nove pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas no acidente.

O delegado Dejar Gomes Neto, titular da 1ª Seccional, afirmou que "a idéia é ouvir todas as pessoas que tiveram alguma ligação com o acidente, desde as vítimas até os responsáveis pela liberação do alvará de funcionamento da sede da igreja". Serão ouvidos também membros da igreja e profissionais responsáveis por eventuais obras no imóvel.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, até o momento, o inquérito policial conta com 200 páginas, dividas entre fotos do local e informações de testemunhas, que começaram a ser colhidas no dia do acidente.

O laudo pericial, peça considerada fundamental na montagem do inquérito e sob responsabilidade do Instituto de Criminalística (IC), irá constatar tecnicamente as causas do desabamento do teto da Renascer.

- A idéia da polícia é concluir o caso o mais rápido possível, e as investigações começam com apuração sobre as causas do acidente, seguida de lesão corporal grave. Porém, pode-se chegar ao indiciamento de culpados até por homicídio culposo ou doloso, caso sejam constatadas evidências de negligência, imprudência ou imperícia - explicou o delegado.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais