Lula faz reunião da coordenação política

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta terça-feira, durante reunião da coordenação política, uma avaliação positiva do encontro com as centrais sindicais, que aconteceu ontem, no Palácio do Planalto. Lula teria dito aos dirigentes das centrais que levará em conta as demandas dos trabalhadores na hora de tomar qualquer decisão.

As centrais pediram ao presidente a redução da taxa básica de juros, o compromisso de empresas que possuem benefícios como isenção fiscal, que não demitam os empregados por causa da crise financeira, entre outras reivindicações.

Durante a reunião de hoje também foi discutido o conflito na Faixa de Gaza. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, fez um relato sobre as conversas que manteve com autoridades palestinas e israelenses. O governo brasileiro vê como positivo o cessar-fogo na região e afirma que deve ser mantido o respeito entre as nações.

Outro ponto tratado na reunião foi a conversa entre Lula e o senador José Sarney (PMDB-AP). Sarney disse ontem que está sofrendo pressões do partido para que se candidate à presidência do Senado Federal.

Participaram da reunião com Lula, o vice-presidente da República, José Alencar; a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff; o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro; o ministro-chefe da Secretaria-geral da Presidencia da República, Luiz Dulci; o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins, além dos ministros da Fazenda, Guido Mantega; das Relações Exteriores, Celso Amorim; do Planejamento, Paulo Bernardo; e da Justiça, Tarso Genro.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais