Mendes manda soltar mais um preso pela Operação Avalanche

Portal Terra

BRASÍLIA - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, condeceu liberdade, nesta quarta-feira, ao delegado federal Sílvio de Oliveira Salazar, preso durante a Operação Avalanche, no ano passado. A defesa de Salazar pediu a extensão do habeas-corpus concedido ao delegado federal Antônio Hadano. Na segunda-feira, Mendes determinou a libertação de três investigados na operação.

Em outubro do ano passado, a Operação Avalanche prendeu o empresário Marcos Valério e seu sócio Rogério Tolentino sob acusação de comandarem um grupo para tentar livrar a Cervejaria Petropólis de uma fiscalização da Receita Estadual de São Paulo, que a autuou em mais de R$ 104 milhões por sonegação de impostos. Segundo a Polícia Federal, delegados lotados na PF de Santos (SP), que integrariam o grupo, produziam inquéritos para tentar desmoralizar a ação dos fiscais responsáveis pela multa.

Em sua decisão, o ministro Gilmar Mendes entendeu que faltam argumentos suficientes para sustentar um decreto de prisão preventiva.