SP: 3 responderão por morte de ganhador da Mega-Sena

Portal Terra

SÃO PAULO - O delegado João Batista Vasconcelos, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Limeira (SP), encaminhou na terça-feira à Justiça o inquérito sobre a morte do ganhador da Mega-Sena Aparecido dos Santos, 43 anos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, ele indiciou por latrocínio (roubo seguido de morte) os suspeitos Diego Sebastião dos Santos, 21 anos, e Flávio Rodrigo Ferreira, 19 anos. Um adolescente de 17 anos também responderá pela morte.

Segundo a polícia, todos confirmaram participação no crime. Santos e Ferreira estão presos, e o adolescente, apreendido. O crime ocorreu no dia 16 de novembro, após um churrasco na residência da vítima. A ação durou cerca de 30 minutos.

Santos foi preso no fim de novembro e afirmou, segundo a polícia, ter agido sozinho e efetuado o disparo. Ele era fugitivo do presídio de Hortolândia, onde cumpria pena de 13 anos por roubos e furtos. No entanto, o delegado acreditou que mais pessoas estariam envolvidas e continuou as buscas.

Em depoimento, Diego disse que se aproximou da residência do empresário e percebeu que ela estava "estava muito movimentada". No local ocorria a comemoração do aniversário do filho da vítima, de 8 anos. Ele teria afirmado à polícia que aguardou cerca de uma hora e 30 minutos até que os convidados fossem embora.

Diego mostrou à equipe de investigadores e peritos que ficou a uma curta distância do empresário, que se assustou e pegou uma vassoura. O suspeito alegou que estava escuro e que atirou para se defender. Ele teria saído correndo e jogado o revólver em um matagal.

Segundo o investigador chefe Gildo Ciola, Ferreira e o adolescente têm passagem pela policia por roubo.