Temporão diz que Brasil está preparado para a dengue

Luciana Abade, Jornal do Brasil

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, garantiu nesta terça-feira que o Brasil está preparado para enfrentar a dengue no próximo verão, apesar de 71 cidades, incluindo 14 capitais, estarem em estado de alerta. A garantia é baseada na liberação de R$ 200 milhões para estados e municípios, no apoio de 2.300 recrutas em todo o Brasil e no treinamento de 40 mil profissionais de saúde.

Durante dez dias, Temporão percorreu 12.500 Km para apresentar a 11 governadores e mais de 500 prefeitos o Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Lira) e chamar a atenção para a necessidade de mobilizar a população.

Pedi aos prefeitos que limpassem suas cidades contou o ministro. É preciso que o cidadão que já faz tudo em sua casa, incentive seu vizinho a combater o mosquito e limpar seu bairro. Nenhum país do mundo conseguiu melhorar a incidência da doença sem uma mobilização da sociedade.

Temporão espera poder contar com a colaboração do clima. A combinação de chuvas com alta temperatura diminui o ciclo do mosquito de 30 para 12 dias. O ministro mostrou-se preocupado com a possibilidade de ocorrerem óbitos em decorrência da doença e explicou que o número de mortes durante o surto no Rio de Janeiro ocorreu em razão da inexistência de uma atenção básica de saúde no estado.

Quando foram instaladas as tendas de hidratação, a mortalidade despencou lembrou o ministro.

O problema é que as pessoas estavam esperando horas na fila do pronto-socorro.

Temporão destacou, ainda, que os moradores das 161 cidades onde é feito o Lira têm o direito de saber qual a situação no bairro em que mora ou trabalha, uma vez que o levantamento é feito por bairro. Logo, uma cidade pode estar classificada com nível intermediário de risco, mas apresentar bairros em situação muito boa e outros estarem com risco de surto.