Longas filas e desinformação nos aeroportos irritam os passageiros

Idelina Jardim, Jornal do Brasil

RIO - Foi grande o movimento nesta teça-feira nos dois terminais do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio. Os passageiros reclamavam de atrasos em vôos e as filas de espera eram longas. O gerente de vendas Nelson Valeriano Passarine, de 52 anos, foi informado por funcionários da empresa aérea Gol que seu vôo das 15h10 para Campinas atrasaria. O homem aguardava há quase uma hora na fila do check-in sem bagagem e contou sobre o descaso com os passageiros no aeroporto.

É difícil reclamar porque ouvimos isso (atrasos) todos os dias desabafou. Uma hora é problema na esteira, outra hora a culpa é do sistema ou do avião e por aí vai. A todo momento é uma desculpa diferente.

Queixa

Questionado por que não formalizou uma queixa na sala de atendimento da Anac, Nelson disparou:

Não fui porque não adianta. Cansei de ver amigos indo reclamar na sala da Anac e de nada adiantou. Aliás, nem precisamos ir lá, que é bem distante daqui (da fila do check-in). Basta eles saírem daquela sala e virem aqui que vão ouvir mais de mil pessoas reclamando.

O problema maior, segundo Nelson, não é atrasar no check-in, mas na sala de espera quando o passageiro é avisado de última hora sobre o atraso do vôo .

Se não tem capacidade de atender, não vendam passagens criticou. O tratamento que os fiscais da Infraero dão aos passageiros também é decepcionante. Nos sentimos uma boiada. Toda hora vem um e diz para gente ir mais pra lá. Eles pedem já nos empurrando de leve, como se fôssemos bois.

O vendedor Wilsom Machado, de 48 anos, era o próximo para o check-in sem bagagem. Seu vôo das 15h para Recife também iria atrasar.

Meia hora é suportável. Mais do que isso começamos a nos desentender garantiu.