Governo de Santa Catarina confirma 21 casos de leptospirose

Agência Brasil

FLORIANÓPOLIS - A Secretaria de Saúde de Santa Catarina confirma os primeiros 21 casos de leptospirose no estado. Até a última segunda-feira foram notificados 373 casos suspeitos, sendo que 276 estão em análise e 76 foram descartados.

Os 21 casos foram confirmados em moradores de Itajaí (5), Guabiruba (2), Joinville (2), Camboriú (2), São José (1), Guaramirim (1), Brusque (1), Gaspar (1), Navegantes (1), Palhoça (1), Timbó (1), São Francisco do Sul (1), Tijucas (1) e São João Batista (1).

A leptospirose é transmitida por roedores. O período de incubação da doença é de um a 30 dias. Os sintomas mais freqüentes são febre alta, dor de cabeça e dores musculares. Em casos mais graves, podem ocorrer icterícia (coloração amarelada na pele e mucosas), insuficiência renal, hemorragias, alterações neurológicas e até a morte.

A contaminação se dá pelo contato com a água da enchente ou por meio da lama acumulada. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria estadual de Saúde orienta que a limpeza das residências atingidas seja feita com luvas e botas.