RS: condenado suspeito de cavar túnel para bancos

Portal Terra

PORTO ALEGRE - O juiz da 1ª Vara Criminal de Porto Alegre, Daniel Marchionatti Barbosa, condenou Tiago Silva, acusado de tentar assaltar por túneis as agências centrais do Banrisul e da Caixa Econômica Federal na cidade, a 5 anos, 2 meses e 27 dias de prisão, pelos crimes de furto qualificado e formação de quadrilha.

A crime foi descoberto pela Polícia Federal quando investigava o furto ao Banco Central de Fortaleza. No Rio Grande do Sul, o caso ficou conhecido como Operação Toupeira, porque os réus escavavam um túnel em direção aos cofres dos bancos.

O Ministério Público Federal denunciou 34 pessoas, quase todas presas em flagrante em um prédio no centro de Porto Alegre, em setembro de 2006. Em abril de 2007, uma pessoa foi absolvida e outras 30 foram condenadas a penas entre 4 e 11 anos. Um dos acusados morreu e o outro continua foragido.

Segundo a PF, foram apreendidos R$ 20 milhões em dinheiro nas buscas. O delegado responsável pela operação, Antonio Celso, afirmou que que nenhuma outra ação conseguiu recuperar quantia tão grande de dinheiro em espécie.

A operação apreendeu ainda cerca de R$ 30 milhões em bens. A PF informou que 122 suspeitos de envolvimento foram presos.

Silva, que estava foragido, foi preso em 21 de maio e, atualmente, está recolhido na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG).