PMDB terá candidatura própria à presidência do Senado

Portal Terra

BRASÍLIA - Após reunião da bancada do PMDB, o partido decidiu que vai lançar candidatura própria às eleições para a presidência do Senado, prevista para ocorrer em fevereiro do ano que vem.

A legenda, no entanto, garante que o nome a ser lançado ainda não foi escolhido e que isso deverá ocorrer em breve. Apesar de ter lançado a candidatura de Michel Temer (PMDB-SP) para a presidência da Câmara, o partido decidiu tentar também obter a liderança do Senado, ao invés de fechar apoio à candidatura do senador Tião Viana (PT-AC).

Diante das críticas de que uma possível presidência do PMDB nas duas Casas poderia desequilibrar os poderes no Congresso, o líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), disse que o comando nas duas Casas já ocorreu outras vezes e que isso é quase uma "praxe".

- Isso já ocorreu outras vezes, é como se fosse uma praxe. Da outra vez, o PMDB da Câmara abriu mão. Agora temos o Michel como melhor candidato na Câmara, é nossa opção desde o início, e agora que já está chegando janeiro, não poderíamos deixar um vácuo no Senado Federal - afirmou.

Segundo ele, o partido tem bons nomes para concorrer ao Senado. Raupp citou como exemplo os senadores José Sarney (PMDB-AP) e Pedro Simon (PMDB-RS), além da senadora Roseana Sarney (PMDB-MA).

- A última coisa a se decidir é o nome. Por enquanto, a maior bancada decidiu lançar uma candidatura. (...) Sarney, Roseana e Simon são bons nomes - afirmou.