Paulinho diz que não vai acompanhar julgamento na Comissão de Ética

Agência Brasil

BRASÍLIA - O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, disse nesta quarta-feira que não vai acompanhar o julgamento do seu processo no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar às 13h, na Câmara. O parlamentar é acusado de fraudes no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

- Não quis participar do julgamento para não constranger o voto dos deputados - disse. - Acho que eles entenderam todo o processo e perceberam a perseguição que existe contra mim no Congresso. Estou muito tranqüilo - completou.

Paulinho estava na 5ª Marcha da Classe Trabalhadora, organizada por seis centrais sindicais, na Esplanada dos Ministérios. Ele disse que não poderia deixar de participar do evento para acompanhar o julgamento, pois foi eleito para defender os interesses dos trabalhadores.

A manifestação ocorre desde as 9h, em defesa do emprego, da garantia de renda e contra os efeitos da crise financeira internacional, com o lema Desenvolvimento e Valorização do Trabalho.