Justiça autoriza Abin a acompanhar dados da Satiagraha

Portal Terra

BRASÍLIA - A Advocacia Geral da União (AGU) informou nesta noite que o Tribunal Regional Federal da 3ª Região autorizou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) a acompanhar e monitorar o trabalho da Polícia Federal nas investigações que apuram o vazamento de informações confidenciais da Operação Satiagraha.

Em novembro, o juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, decidiu que os servidores da Abin não poderiam apontar, nos documentos apreendidos pelos policiais, aqueles que têm e os que não têm relação com o esquema de corrupção e com a prisão do banqueiro Daniel Dantas, do ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta, e do investidor Naji Nahas. A avaliação do magistrado é que os funcionários da agência de inteligência poderiam influenciar a apuração da PF.