Ex-mulher de Pitta arrola Protógenes e Nahas como testemunhas

Portal Terra

SÃO PAULO - A ex-mulher de Celso Pitta, Nicéa Camargo, vai usar como testemunhas na ação em que cobra pensão alimentícia de R$ 20 mil mensais do ex-prefeito o mentor da Operação Satiagraha, delegado Protógenes Queiroz, e o promotor Silvio Marques, que move ação por improbidade contra Pitta. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

A tática do advogado de Nicéa, Alexandre Slhessarenko, é provar que Pitta tem condições de quitar a dívida, que soma mais de R$ 120 mil. De acordo com as investigações da PF, o investidor Naji Nahas enviava R$ 70 mil semanais a Pitta em suposto esquema de fraude. Nahas também foi incluído como testemunha.

Com a prisão decretada desde 19 de novembro, Pitta tinha até esta terça-feira para justificar a ausência em audiência da semana passada. Seu advogado, Remo Battaglia, afirmou que seu cliente tinha problemas de saúde.