Taxistas que apoiaram Kassab pedem 13º salário

Portal Terra

SÃO PAULO - O Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo negocia com a prefeitura da capital paulista um aumento de tarifa nas corridas para o mês de dezembro. A medida, que está sob avaliação da Secretaria dos Transportes, serviria como uma espécie de 13º salário para os trabalhadores do setor. O sindicato apoiou o prefeito eleito Gilberto Kassab (DEM) nas eleições de 2008.

Caso a reivindicação seja aceita, os táxis de São Paulo passarão a circular com bandeira dois durante todo o mês de dezembro, 24 horas por dia. Hoje, a bandeira dois funciona de segunda a sábado, das 20h às 6h, e domingos e feriados durante o dia inteiro.

O assessor da presidência do Sindicato dos Taxistas Giovanni Romano disse que a categoria não deverá fazer nenhuma mobilização para pressionar a prefeitura. Segundo ele, a medida não foi uma promessa de campanha do atual prefeito.

Romano, no entanto, admitiu que, ao aderir à campanha de Kassab, o sindicato entregou um documento ao prefeito informando a expectativa da categoria em relação à gestão do democrata. No documento, constava a proposta do aumento de tarifa em dezembro.