PSDB só votará a segunda MP Anticrise se relator acatar emendas

Agência Câmara

BRASÍLIA - Em reunião dos vice-líderes do PSDB, nesta terça-feira, o partido tomou a posição preliminar de não votar agora a Medida Provisória 443/08, a segunda editada pelo Poder Executivo para reduzir os impactos da crise financeira internacional no país. A MP autoriza o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal a comprarem participações em bancos brasileiros com dificuldades.

- Em princípio não somos contra a MP. Queremos conhecer o relatório do deputado João Paulo Cunha (PT-SP) e ver se alguma das emendas da oposição foi acatada - adiantou o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR), pouco antes de ter início a reunião com o relator. - Mas a decisão de votar ou não vai depender do conteúdo do relatório. A idéia é não votar hoje. Tudo vai depender desta reunião com o relator - adiantou Fruet.

A medida provisória estabelece que a aquisição dos bancos poderá ser com ou sem o controle acionário. A compra também poderá ocorrer por meio de subsidiárias criadas para esse objetivo específico. Os bancos oficiais ainda não compraram nenhuma instituição do setor.

A reunião do relator João Paulo Cunha com a oposição ocorre na Liderança do PSDB.