PR: polícia descarta relação entre mortes de meninas

Portal Terra

CURITIBA - A Polícia Civil do Paraná descartou a possibilidade de existir qualquer ligação entre a morte da menina Rachel Maria Lobo de Oliveira Genofre, 9 anos, encontrada em uma mala na rodoviária de Curitiba (PR), e a de Alessandra Subtil Betim, 8 anos, encontrada em um matagal na cidade de Castro.

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública, não há semelhança no "modus operandi" do assassino. Além disso, o suspeito descrito por crianças que presenciaram Alessandra ser abordada não teria nenhuma semelhança com o suspeito do caso Rachel.

O corpo da menina Alessandra Subtil Betim, 8 anos, foi encontrado por volta das 9h30, em um terreno baldio a duas quadras de sua residência, no bairro Canta Galo II, em Castro. Ela estava desaparecida desde as 16h de domingo.

Nesta manhã, uma equipe do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) foi enviada para a cidade onde aconteceu o crime para verificar se as mortes tinham ligações.