Cemitérios podem ser foco do mosquito da dengue

Portal Terra

SÃO PAULO - Com características propícias para o desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, os cemitérios podem esconder focos da doença. Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, quem deseja levar flores aos túmulos no feriado de finados, no próximo domingo, deve evitar recipientes que possam acumular água, para tentar impedir a proliferação do mosquito.

De acordo com a secretaria, os visitantes devem optar por levar aos cemitérios flores plantadas em vasos, pois as plantas de caule cortado necessitam de vasos com água, o que pode servir de criadouro ao mosquito.

Outra recomendação da secretaria é colocar areia nos vasos e buracos fixos de túmulos, para evitar o acúmulo de água.

Para Ricardo Ciaravolo, pesquisador científico Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), a conscientização dos paulistas é muito importante para o combate à dengue.

"Como os cemitérios são locais ideais para proliferação do mosquito, é necessário que as pessoas tomem precauções, principalmente nessa época de Finados, quando geralmente o tempo é mais quente, propício ao mosquito", explica.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais