Irmão de jovem feita refém tenta negociar com rapaz

Portal Terra

SÃO PAULO - O irmão da jovem Eloá, 15 anos, estava, por volta das 9h, tentando negociar com Lindembergue Fernandes Alves, 22 anos, que mantém a menina refém desde as 13h30 de segunda-feira. Ele foi até a porta do apartamento onde estão Eloá e Lindembergue, ex-namorado da menina.

Segundo os policiais que participam da negociação, a presença do jovem pode ajudar a tranqüilizar Lindembergue e fazer com que ele liberte a refém. Uma menina, que não foi identificada, também subiu com o irmão de Eloá até a porta do apartamento.

Ontem, o coronel Eduardo José Félix, comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar, afirmou que Lindembergue havia acertado às 14h com os negociadores que colocaria as armas no chão e liberaria Heloá. De acordo com o policial, após aparecer ao vivo na televisão em uma ligação telefônica, ele mudou de idéia e disse que se entregará quando quiser.

Lindembergue chegou ao apartamento, na segunda-feira, quando a ex-namorada estava acompanhada de uma amiga e dois colegas de escola. Eles fariam um trabalho para aula. Todos foram rendidos. Ele libertou a adolescente Nayara, 15 anos, amiga de Heloá, na noite de ontem, após mantê-la no apartamento por 33 horas. Os outros dois adolescentes foram libertados na segunda-feira. O seqüestro teria sido motivado pela recusa de Heloá de reatar o namoro.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais