Bancários e Fenaban se reúnem para negociar greve

Portal Terra

SÃO PAULO - Representantes dos bancários e da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) vão se reunir hoje para negociar o fim da greve, após a proposta de conciliação apresentada na terça-feira pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf/CUT), mais de 5,4 mil agências estão paralisadas em todos os Estados.

Embora a proposta do TRT envolva somente um dissídio entre à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e sindicatos de bancários de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, a reunião de amanhã vai definir o rumo da greve em todo o País, já que a negociação da categoria é unificada.

Segundo Wagner Freitas, presidente da Contraf/CUT, a expectativa é que os bancos levem para o encontro uma proposta mais favorável que a primeira apresentada no dia 24 de setembro e rejeitada pelos bancários.

A categoria reivindica aumento real de 5%, além da inflação de 7,15%, valorização dos pisos do auxílio-creche de R$ 415, vale-refeição de R$ 17,50 por dia, além de participação nos lucros e resultados da empresa.

Com informações da Agência Brasil

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais