Lula recebia relatórios de grampos, diz oposição

Portal Terra

BRASÍLIA - Os partidos PSDB, DEM e PPS, que compõem a oposição ao governo federal, divulgaram nota repudiando os grampos telefônicos ilegais supostamente realizados pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Os partidos afirmam que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva 'recebia relatórios periódicos baseados nesses grampos'.

O PSDB, o DEM e o PPS, afirmaram que o Brasil vive uma 'grave crise institucional' e manifestraam 'sua extrema preocupação com violações tão graves e declaram sua indignação diante da reação frouxa do presidente da República'.

A nota também afirma que o episódio dos grampos foi um atentado à democracia e cita a proximidade da Abin ao presidente da República.

- É preciso buscar nas próprias instituições o antídoto contra o veneno do autoritarismo. Neste momento, porém, é preciso que se diga claramente: cai a zero nossa confiança na capacidade do Poder Executivo de se auto-investigar. O que nos leva a apelar com toda força ao Judiciário - completa o comunicado.