Sargento gay pede liberdade ao STF

Portal Terra

BRASÍLIA - O Sargento Laci Marinho de Araújo, que assumiu publicamente um relacionamento homossexual com outro militar, pediu habeas-corpus ao Supremo Tribunal Federal na quarta-feira. Araújo está preso desde o dia 4 de junho por deserção.

Dias antes de ser preso, Araújo assumiu, em entrevista, manter um relacionamento homossexual com um colega de trabalho, o também sargento Fernando Alcântara. Ele pediu liberdade provisória à Justiça Militar, mas o pedido foi negado. Araújo negou ter desertado e disse que faltou ao trabalho por motivos de doença. A ausência do sargento foi o motivo da prisão, segundo o Exército.

O companheiro de Araújo, Fernando Alcântara, também chegou a ser preso temporariamente no Exército, sob a acusação de ter se apresentado mal fardado. Ele pediu baixa da corporação.