Polícia descarta 3ª pessoa em queda de casal em Curitiba

Portal Terra

CURITIBA - O delegado Jaime da Luz, da delegacia de homicídios de Curitiba (PR) afirma que, a princípio, não há possibilidade de haver uma terceira pessoa no apartamento do casal Daniella Luciana Marcos, 29 anos, e Alexandre Lopes da Rocha, 31 anos, que morreram nesta madrugada após caírem do 12° andar. Segundo o delegado, as testemunhas devem começar a prestar depoimento na segunda-feira.

Segundo os vizinhos do casal, os dois caíram após uma suposta briga no apartamento. De acordo com a polícia, os moradores do prédio disseram que as agressões, tanto verbais quanto físicas, eram comuns entre o casal.

- Estamos investigando se o crime se trata de um homicídio seguido de suicídio ou se houve duplo suicídio - disse a delegada Iara Dechiche. O laudo técnico da perícia deve sair em até 20 dias. A polícia também aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para concluir o caso.

O casal tinha uma filha de 2 anos, que estava em casa no momento do crime. Vizinhos ouviram a criança chorando, arrombaram a porta do apartamento e chamaram o Corpo de Bombeiros. A criança, segundo a delegada, foi deixada sob os cuidados dos avós maternos.