Governo facilita compra de laptop para professores

Portal Terra

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou hoje decreto que cria o programa Computador Portátil para Professores, permitindo que docentes de escolas públicas e privadas possam comprar a partir de setembro e, em princípio apenas nas capitais, laptops por até R$ 1 mil.

As condições de pagamento são à vista, e a iniciativa deve contemplar cerca de 3,4 milhões de professores do ensino básico ao universitário. Não poderão participar do projeto professores de cursos pré-vestibulares, escolas de música, de idiomas ou de academias de ginástica.

Pelo projeto, será permitida a aquisição de apenas um computador por professor. O controle das vendas será feito pelos Correios, que receberão, juntamente com bancos credenciados, documentos pessoais e dados que comprovem as atividades exercidas pelos docentes. Também caberá aos Correios vender os laptops e entregá-los em um prazo de até 20 dias.

Professores carentes que queiram comprar o computador portátil poderão recorrer a bancos públicos e privados para tomar empréstimos. Após a aprovação do cadastro do professor pela instituição financeira, o pedido de aquisição será remetido aos Correios, que darão continuidade ao processo de venda.

O programa Computador Portátil para Professores não prevê recursos orçamentários e conta com a adesão de empresas fabricantes de laptops e de bancos na criação de linhas de empréstimo.

Os computadores do projeto terão memória principal de no mínimo 512 MB, com possibilidade de expansão de no mínimo 1Gb, unidade de armazenamento com capacidade mínima de 40 Gb, tela plana LCD e CRT, sistema de Internet sem fio, software livre com mais de 27 aplicativos e programas específicos da área educacional.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais