TRE cassa 22 vereadores infiéis em Minas

Portal Terra

BELO HORIZONTE - O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais decretou nesta semana a perda de mandato de 22 vereadores no Estado por infidelidade partidária. Segundo o TRE, 84 parlamentares já foram casssados nas câmaras municipais.

Na quarta-feira, foram cassados os vereadores Manoel Gonçalves da Silva, da cidade de Araporã; Ronaldo Adriano Brito, de São João do Paraíso; Carlos César Pereira, de São Gonçalo do Sapucaí; Geraldo Caetano Ribeiro, de Santo Antônio do Grama; José Ciríaco Rabelo Filho, de José Raydan; José Pereira Goulart, de Engenheiro Caldas; Eugênio José Mota, de Uruana de Minas; Antônio Carlos da Silva, de Curvelo; Wilson da Silva Minerio, Narciso de Freitas, Ivair Moreira Pires e Gláucia Meichilb Costta, de Divinésia.

Na terça-feira, perderam o mandato os vereadores Rogerio Toledo de Oliveira, do município de Caiana; Geraldo Eustáquio Nunes Dias, de Janiária; Antônio Moreira de Arcanjo, de Igarapé; Anete Aparecida Alves, de Pedrinópolis; José Miro Ferreira Guimarães, de Padre Carvalho; Eustáquio José Pereira, de Araxá; José Divino de Melo, de Canápolis; e Renato Antônio de Martha, de Santa Rita do Sapucaí.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais