'El País': Ruth foi mais que a mulher de um presidente

JB Online

MADRI - O jornal espanhol El País dedicou um obituráio a morte da ex-primeira dama Ruth Cardoso na edição desta quinta-feira. O texto diz que ela foi muito mais do que a mulher de um presidente.

"(Ela) era uma antropóloga que brilhou com luz própria no campo social. Foi muito mais do que a mulher do presidente social-democrata com quem conviveu por 55 anos", afirma o texto.

O jornal destaca os projetos sociais desenvolvidos por Ruth durante os oito anos do mandato de Fernando Henrique Cardoso na Presidência, entre eles "o de ajuda às famílias pobres para que levem seus filhos à escola".

Segundo o diário, esse programa teria servido de base para o atual programa social do presidente Lula.

O jornal destacou a nota oficial divulgada pelo presidente Luiz Inácio Lula Silva, na qual ele afirma que a morte de Ruth Cardoso foi "uma enorme perda para o País".

Além do Bolsa Escola, o jornal ressalta ainda o projeto Alfabetização Solidária, também idealizado por Ruth Cardoso, que já alfabetizou mais de 3 milhões de pessoas e os programas Universidade Solidária e Capacitação Solidária.

De acordo com o El País, Ruth foi "sempre respeitada por aliados e adversários por sua entrega à causa social e sua grande preparação científica". Segundo o diário, políticos de vários partidos compareceram ao velório, em São Paulo, onde ela será enterrada nesta quinta-feira, para dar o "último adeus".