Presos usam pombos para transportar drogas, diz TV

Portal Terra

SÃO PAULO - A segurança da penitenciária de Marília, no interior de São Paulo, descobriu que detentos utilizam pombos correios para receber celulares e drogas de fora da unidade. Os agentes penitenciários descobriram o método dos presos após notar que algumas aves, que moravam no telhado do presídio, tinham dificuldades para voar. As informações são do Jornal Nacional.

Os diretores do presídio iniciaram uma investigação para verificar se as aves ofereciam risco à segurança. Em uma revista, um pombo foi encontrado com um familiar de um detento. A ave tinha sacos que serviriam para transportar drogas.

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo afirma desconhecer o caso.