Jobim diz que reserva na fronteira não prejudica soberania

Agência Câmara

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse nesta quarta-feira que a demarcação de terras indígenas em zonas de fronteira, como é o caso da reserva Raposa Serra do Sol (RR), não coloca em risco a soberania nacional. - As terras indígenas não são imunes à penetração de militares -argumentou em audiência pública na Câmara. O ministro disse ainda que as reservas não são zona de exclusão, mas área de integração de comunidades indígenas com a sociedade brasileira.

Na reunião, o ministro também pediu aos parlamentares que se esforcem na busca de uma conciliação entre ambientalistas radicais, que defendem a transformação da Amazônia em um "parque para a comunidade internacional", e os desenvolvimentistas, que falam em nome do crescimento econômico. A solução, segundo o ministro, é a elaboração de um projeto de desenvolvimento sustentável para a região.

Segundo Jobim, o projeto deverá promover a preservação dos recursos naturais da Amazônia e permitir a sobrevivência digna dos 22 milhões de brasileiros que vivem na região.

- A não ser que resolvamos retirar essas pessoas de lá - concluiu.