SP: presos fogem de delegacia por buraco em parede

Portal Terra

SÃO PAULO - Nove presos que ocupavam a cela do 1º Distrito Policial de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, fugiram por um buraco cavado na parede da cela superlotada. Só dois permaneceram no interior da carceragem porque, segunde eles, ficaram dormindo. Os internos estão no local desde a desativação do Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade, em 11 de abril, após uma rebelião.

A Polícia Civil não comentou oficialmente o caso, mas um boletim de ocorrência foi divulgado. A fuga foi constatada por volta das 5h, depois que um vizinho viu as roupas usadas pelos detentos jogadas no corredor. Ele achou estranho e comunicou o carcereiro de plantão, que fez nova ronda e descobriu a fuga.

Os policiais ainda não sabem o que os detentos usaram para cavar o buraco. O funcionário de plantão alegou ter feito uma última ronda na delegacia ao acender as luzes, por volta das 4h.

De acordo com o boletim de ocorrência, no dia 15 de maio, o mesmo carcereiro encontrou um buraco na cela, que foi tapado. De acordo com as primeiras informações divulgadas pela polícia, o buraco foi fechado apenas com reboco, o que teria facilitado a ação dos internos.

A cela é uma carceragem improvisada para presos em flagrante e não tem chuveiro ou torneira. O abastecimento de água é feito com uma mangueira.

Os presos foragidos são de Ribeirão Preto, Cravinhos e Pederneiras, entre outras cidades. Segundo a lista, fugiram Leandro César de Medeiros Dario, 30 anos, José Luis Cardoso, 43 anos, Emerson Santos de Oliveira, 31 anos, Luis Felipe Maranhão, 19 anos, Héris Alves Ferreira Junior, 22 anos, Haroldo da Silva Barbosa, 34 anos, Cristiano Barros da Silva, 31 anos, Adriano de Almeida da Silva, 22 anos, e Julio César Aparecido de Oliveira, 27 anos.

Os dois detentos que não escaparam disseram, em depoimento, ter ficado acordados até às 23h de ontem e, depois de dormirem, nada ter ouvido. Os presos afirmaram ainda terem sido acordados pelo carcereiro de plantão. Ninguém foi recapturado.