Expofruit 2008 traz oportunidade de negócios para produtores

JB Online

BRASÍLIA - Vitrine para as frutas brasileiras, oportunidade de negócios e troca de informações e experiências. Todo esse ambiente propício é criado pela Feira Internacional de Fruticultura Irrigada (Expofruit), que será realizada em Mossoró no Rio Grande do Norte de 4 a 7 de junho. O evento vai reunir produtores, importadores, exportadores, distribuidores, fornecedores e delegações de países como França, Itália, Alemanha, Espanha, Holanda, República Tcheca, Bélgica, Noruega e Estados Unidos da América.

Na programação do evento, há palestras científicas, workshops e rodadas de negócios nacional e internacional, promovida pelo Sebrae. Nas rodadas do ano passado, foi registrada a expectativa de negócios da ordem de US$ 12 milhões. Para este ano, o gestor local de projetos de fruticultura do Sebrae/RN, Franco Marinho, destaca que já estão confirmadas as presenças de grupos portugueses, espanhóis, ingleses e canadenses. Das empresas compradoras brasileiras, a maioria é de São Paulo.

As rodadas acontecerão no estande do Sebrae, que também terá espaço para as palestras científicas e para o mercado empreendedor. Lá, frutas in natura e em polpas, banana processada, farinha, flores tropicais, artesanato, mel, castanha de caju, cachaça e produtos orgânicos serão expostos por produtores apoiados por projetos do Sebrae/RN.

Segundo Franco, o Seminário Internacional de Comércio Justo será a grande novidade da Expofruit.

- Vamos debater o tema para difundir o comércio justo no País e com isso também melhorar as condições de comercialização da agricultura familiar, gerando também um aumento de renda - ressalta.

O encontro vai contar com palestra da coordenadora nacional de projetos de Comércio Justo do Sebrae, Louise Machado, de representantes da Fairtrade Labelling Organizations International (FLO), entidade responsável por conceder certificação de Comércio Justo para produtos destinados à exportação. Na ocasião, também serão apresentados casos de sucesso sobre o tema.

Também haverá o 2º Encontro da Agricultura Familiar, que tratará de temas como agroenergia, a partir da palestra da coordenadora nacional de projetos do Sebrae nessa área, Wang Ching. No encontro, os participantes ainda terão informações sobre como diferenciar os produtos da agricultura familiar a partir da produção de polpas, de alimentos minimamente processados.