Dossiê: deputado pede à PF indiciamento de assessor

Portal Terra

BRASÍLIA - O deputado Carlos Willian (PTC-MG) defendeu o indiciamento de André Fernandes, assessor do senador Álvaro Dias, por supostamente ter mentido durante o depoimento que prestou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista dos Cartões Corporativos nesta manhã. - Venho a requerer a remessa do depoimento de André Fernandes para a Polícia Federal de imediato para ser inserido no inquérito da Casa Civil. Mais do que três vezes mentiu - disse o parlamentar.

Tanto o ex-funcionário de Controle Interno da Casa Civil José Aparecido Nunes Pires, apontado por sindicância da Casa Civil como o funcionário que vazou o suposto dossiê com gastos sigilosos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, quanto Fernandes prestaram informações à PF. Contudo, apenas Aparecido foi indiciado pelo vazamento dos dados.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais