SP: vítima mata seqüestrador e foge de cativeiro

Portal Terra

SÃO PAULO - O filho de um empresário da cidade de Carapicuíba, na Grande São Paulo, que era mantido em cativeiro desde a última sexta-feira, na cidade de Americana, no interior paulista, conseguiu fugir depois de matar a golpes de machado um dos seqüestradores que estava dormindo.

Segundo o delegado que cuida do caso, Claudiney Albino Xavier, após golpear o seqüestrador que fazia a guarda, a vítima pegou um revólver que estava em sua posse, dominou outros dois seqüestradores e exigiu que eles o levassem até à cidade.

Assim que avistou uma viatura da Guarda Civil da cidade de Americana, a vítima gritou por socorro.

- Ouvindo os gritos, paramos o veículo e fizemos o procedimento de prisão - afirmou o inspetor Charles Renato da Costa, que estava na viatura.

De acordo com o delegado, os seqüestradores pediram R$ 200 mil pelo resgate, mas a quantia teria sido negada pela família da vítima. De acordo com Xavier, a vítima corria risco de vida. - Um dos seqüestradores conhecia a família da vítima. Um deles chegou a trabalhar para a família. Acredito que se a quantia não fosse paga, ele seria morto - disse.

Xavier afirmou que a vítima agiu em legítima defesa. - Avaliando as provas e o local do cativeiro, ele não tinha outra opção. Ou matava ou ele seria morto. O rapaz percebeu isso - explicou.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais