Jornal: Minc usou brecha para se aposentar aos 51

JB Online

SÃO PAULO - O novo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, teria usado brechas na legislação para ganhar pensão no valor de 42% do salário de parlamentar, de forma vitalícia e aos 51 anos. Minc, no entanto, foi um dos líderes do movimento que acabou com as aposentadorias especiais dos deputados estaduais do Rio em 1998. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Na época de sua aposentadoria, no início de 2003, Minc teria alegado que pediu o benefício pois, por ser deputado, não teria outra forma de se aposentar. Ele teria afirmado que, por estar afastado do cargo de professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro havia 16 anos, havia perdido esse tempo de contribuição para a Previdência.

Ontem, o porta-voz da Presidência da República, Marcelo Baumbach, anunciou que o secretário de Meio Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, será o novo ministro do Meio Ambiente do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Ele substitui Marina Silva, que pediu demissão na terça-feira em caráter irrevogável.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais