Defesa: Conselho fará nova visita a casal Nardoni

Lígia Hipólito, Portal Terra

SÃO PAULO - O advogado de defesa do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Trotta Jatobá, Ricardo Martins, chegou na residência da família Jatobá, em Guarulhos, por volta das 13h20, e disse que a visita do Conselho Tutelar foi renegociada.

- Já entramos em contato com o Conselho Tutelar e negociamos uma nova visita que deve acontecer na próxima segunda-feira - disse Martins.

O advogado explicou que o impedimento aconteceu em decorrência da falta de segurança da família. Segundo ele, a visita poderia ser um possível atentado.

- Em momento algum tivemos a intenção de atrapalhar o trabalho do Conselho Tutelar - afirmou.

A conselheira Aparecida Camará confirma que houve um contato da defesa para renegociação da visita e diz ainda que a decisão final será acertada na segunda-feira entre os conselheiros tutelares de Guarulhos para determinar qual atitude será tomada neste caso. O secretário-geral do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe), Ariel de Castro, aprovou a medida tomada pelos advogados.

- Acho uma atitude extremamente pertinente, pois o Conselho não está posicionado contra o casal. Ele é apenas um órgão incumbido de verificar a situação dessas crianças que passam por um situação traumática - disse.

Ainda segundo ele, "é descenessário qualquer tipo de enfrentamento. (...) o objetivo principal é que a visita seja realizada. Se a defesa justifica que o casal ficou acuado, acreditando que não fosse uma visita oficial, não há necessidade deles sofrerem um novo inquérito". Ontem, Castro disse que o casal impediu a visita de uma funcionária do Conselho Tutelar para verificar o estado das crianças. Castro disse que existia a possibilidade de ser instaurado um novo inquérito contra Nardoni e Anna Carolina por ter impedido a visita.

O advogado disse também que a defesa não vai tomar a iniciativa de pedir o habeas-corpus preventivo contra o pedido de prisão feito pela polícia no inquérito enviado ao Ministério Público.

- Após o indício do poder judiciário é que a defesa deve se posicionar - afirmou.

Ele acrescenta ainda que, na próxima segunda-feira, a defesa deve comparecer ao Fórum de Santana para ter acesso aos relatórios do inquérito. De acordo com ele, apenas depois analisá-lo serão definidos os próximos passos da defesa.

Além disso, Martins disse que o casal deve permanecer em Guarulhos e ficam à disposição de qualquer tipo de convocação judicial.