Caso Isabella: descartada terceira pessoa na cena do crime

Portal Terra

SÃO PAULO - A polícia garante que não houve uma terceira pessoa na cena do crime da menina Isabella Nardoni, apenas o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jabotá. A informação teria como base laudo do Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo.

Segundo o Instituto de Criminalística, Isabella começou a ser agredida dentro do apartamento, e por isso as manchas no colchão e no caminho até à porta principal. A mesma conclusão foi dada pelo Instituto Médico Legal (IML).

Isabella teria sido esganada durante aproximadamente três minutos, sofrido uma parada respiratória, explicadas pelas manchas encontradas no pulmão, no coração e nas pontas dos dedos. Depois disso, a garota teria sido jogada pela janela. Isabella caiu ainda com vida, mas sofreu politraumatismo, segundo o laudo do IC.