Conselho da UnB aprova indicações para reitor

Portal Terra

BRASÍLIA - O Conselho Superior da Universidade de Brasília (Consuni) aprovou na tarde desta terça-feira a lista tríplice com as indicações para o cargo de reitor da instituição. O documento será entregue ao ministro da Educação, Fernando Haddad.

Os nomes aprovados na reunião do conselho são o do jurista e filósofo Roberto Aguiar, do departmento de Direito da UnB; o da doutora em sociologia Lurdes Bandeira, diretora do Instituto de Ciências Sociais da universidade, e o do professor de Administração Gileno Marcelino, que dirigiu a Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade, Ciência da Informação e Documentação (Sace).

O ex-reitor da UnB Timothy Mulholland formalizou na segunda-feira sua renúncia. Afastado desde 10 de abril, quando pediu licença por 60 dias, o agora ex-reitor é acusado de ter usado indevidamente recursos da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec).

Há quase duas semanas, estudantes da UnB ocupam o prédio da reitoria em protesto contra a direção da universidade. Inicialmente, a manifestação pedia a saída de Mulholland. Na segunda-feira, em assembléia, eles decidiram permanecer no local até que seja convocado um congresso para discutir o estatuto da instituição e eleições paritárias. Atualmente, nas eleições para escolha do reitor, os professores têm peso de 70% dos votos e os funcionários e estudantes têm 15% cada. Os universitários querem que os votos passem a ter o mesmo peso.

O novo reitor poderá ficar no cargo por 90 dias, prorrogáveis por igual período. Durante esse tempo, irá conduzir as eleições para a reitoria definitiva.