Funcionários dos Correios continuam em greve

Júlia Moura, JB Online

RIO - Funcionários da ECT (Empresa de Correios e Telégrafos) de 19 Estados e Distrito Federal continuam em greve nesta quarta-feira. Na tarde desta terça-feira representantes da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) se reuniram com o senador Paulo Paim (PT/RS), o deputado federal Daniel Almeida (PCdoB), o Presidente dos Correios Carlos Henrique Custódio para um possível acordo com os funcionários dos Correios.

Ainda nesta quarta-feira a Fentect deve anunciar se os sindicatos aceitarão o acordo proposto ontem pelo governo.

Segundo a Fentect, 22 sindicatos aderiram à paralisação. Os servidores reivindicam um adicional de periculosidade equivalente a 30% do salário por mês, aumento no percentual da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) referente a 2007, a implementação de um plano de carreira e a retomada do antigo plano de pensão.

As unidades da federação onde os trabalhadores dos Correios decretaram greve são Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo, Tocantins, Sergipe, Acre e Rondônia.

De acordo com o secretário da Fentect, Francisco José Nunes, os funcionários reivindicam que o acordo assinado em novembro de 2007 pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa e pelo presidente dos Correios, onde empresa havia se comprometido a pagar "em definitivo" o referido adicional a partir de março deste ano, seja cumprido.