Justiça condena traficante Abadia a 30 anos de prisão

Portal Terra

SÃO PAULO - A Justiça Federal condenou o traficante Juan Carlos Abadia a 30 anos de prisão. O colombiano foi considerado culpado por lavagem de dinheiro, uso de documentos falsos, corrupção ativa e formação de quadrilha. Ele é considerado pela Polícia Federal como um dos maiores traficantes de drogas do mundo.

Abadia está preso no presídio de segurança máxima de Campo Grande (MS). Ele foi detido em agosto do ano passado em um condomínio de luxo em Aldeia da Serra, em Barueri (SP). O traficante era um dos homens mais procurados pela DEA, a agência americana antidrogas, e era apontado como um dos chefes do cartel do Norte do Vale. O governo dos Estados Unidos oferecia US$ 5 milhões a quem desse informações que levassem à prisão do colombiano.

O Supremo Tribunal Federal aceitou, no dia 13 de março o pedido dos advogados de defesa para que, após a condenação, ele cumpra a mesma pena em uma cadeia americana. A autorização para extradição ainda precisa passar pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.