Brasil e Cuba pretendem aumentar vigilância sanitária de medicamentos

Agência Brasil

BRASÍLIA - Os governos do Brasil e de Cuba assinam nesta segunda-feira (31), às 17h30, acordo de cooperação para fortalecer ações na área de vigilância sanitária de medicamentos. A parceria prevê a troca de conhecimento nas áreas de farmacoeconomia, inspeção de medicamentos, bioequivalência, pesquisa clínica e combate à falsificação de remédios.

O acordo será firmado entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Centro para o Controle Estatal da Qualidade dos Medicamentos de Cuba.

Participam da cerimônia o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Raposo de Mello, o diretor do Centro para o Controle Estatal da Qualidade dos Medicamentos de Cuba, Rafael Pérez, e o embaixador cubano no Brasil, Pedro Nuñez Mosquera, entre outros.