Anvisa implanta centros para monitorar qualidade do leite

Agência Brasil

BRASÍLIA - Vinte estados já discutem a estruturação do Centro Integrado de Monitoramento da Qualidade do Leite (Cqual), que deverá ser implantado em todo o país até julho, com o objetivo de controlar a condição do leite produzido e comercializado, além de evitar fraudes.

Resultado de ação integrada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), cada Centro terá suas informações divulgadas via internet. Delas constarão o processo de inspeção, o de industrialização e o de comercialização do leite, além dos resultados de análises laboratoriais e de verificação de rotulagem.

- A vigilância sanitária vai coletar todos os tipos de leite que circulam nos estados. Os laboratórios centrais farão as análises dos produtos UHT, pasteurizado e em pó. Se for apresentado desvio de qualidade, a indústria será inspecionada por órgãos do Ministério da Agricultura - explicou a gerente-geral de Alimentos da Anvisa, Denise Rezende.

A qualidade do leite produzido e consumido no Brasil, segundo Denise Rezende, é mediana. Ela informou que as irregularidades encontradas em algumas marcas não apresentam grandes riscos à saúde, mas ressaltou que é necessário fiscalizar e monitorar.

Não será monitorado o leite natural vendido de porta em porta.

- São produtos clandestinos, proibidos no país desde 1970 por trazerem sérios problemas à saúde do consumidor - alertou.