CPI da Pedofilia decide ouvir delegados da PF em reunião fechada

Agência Brasil

BRASÍLIA - A reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia passou a ser fechada. Os delegados da Polícia Federal (PF) que atuam nas áreas de combate a crimes cibernéticos e de direitos humanos prestam esclarecimentos aos senadores sobre as operações e as investigações referentes a crimes de pedofilia cometidos pela internet.

Antes da reunião, o delegado Carlos Sobral, responsável pela área de crimes cibernéticos, disse que um dos principais problemas enfrentados atualmente é a falta de legislação específica sobre pedofilia na internet.

A maior dificuldade, de acordo com Sobral, é o rastreamento das informações.

- A pessoa está no Brasil se comunicando com alguém na Alemanha usando um provedor de internet na Rússia e buscando a imagem na China. Falta legislação que permita à polícia conseguir identificar com eficácia e rapidez os autores dos delitos - disse em entrevista à Agência Brasil.