Estudante poderá financiar 100% do valor de seu curso com novo Fies

JB Online

RIO - O ministro da Educação, Fernando Haddad, vai anunciar no próximo sábado no Rio de Janeiro novas regras para o programa de Financiamento Estudantil (Fies). As mudanças que facilitarão o financiamento de cursos superiores no Brasil serão implementadas já no processo seletivo do segundo semestre de 2008.

Com as novas regras, o Fies fica articulado ao Programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas de instituições particulares a estudantes de baixa renda. Caso o estudante tenha, por exemplo, uma bolsa parcial do ProUni de 50%, ele poderá financiar os outros 50% da mensalidade com recursos do Fies. A intenção, ao acoplar os dois programas, é estimular as instituições a oferecer mais bolsas do que as exigidas pela lei do ProUni.

O prazo para o pagamento do Fies também aumentou e agora corresponde a duas vezes o período de conclusão da graduação. Cursos de cinco anos, por exemplo, poderão ser pagos em dez.

A taxa de juros do financiamento também diminuiu, principalmente para as carreiras consideradas prioritárias como as licenciaturas, pedagogia, normal superior e cursos de tecnologia. Nesses casos, a taxa passa de 9% para 3,5% e nos demais cursos os juros caem para 6,5%.

Outra mudança será feita para diminuir um dos maiores entraves ao financiamento. Muitos estudantes de baixa renda tinham dificuldades em encontrar um fiador para conseguir o Fies. Agora, os alunos podem se reunir em uma espécie de cooperativa de crédito, o fiador solidário, e assim garantir que seus cursos sejam pagos com recursos do programa, segundo a assessoria do ministério da Educação.