CPI dos Cartões rejeita convocação de Dilma Rousseff

Agência Brasil

BRASÍLIA - A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Cartões Corporativos rejeitou, por 14 voto a sete, a convocação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. No embate entre governo e oposição, o requerimento acabou derrotado porque a base governista é maioria na CPI. A reunião de votação de requerimentos continua na Câmara.

Hoje pela manhã o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS), disse que a base governista era contra a convocação da ministra. De acordo com o deputado, a presença de Dilma Rousseff seria uma 'tentativa de politizar' a CPMI. - O governo tem uma posição e vai sustentá-la. Entendemos que a tentativa de convocar a ministra-chefe da Casa Civil é uma tentativa de politizar essa comissão, de fazer luta política desqualificada. Significaria colocá-la sob suspeição inadequadamente - disse.