Quatro vereadores 'infíéis' são cassados em SC e GO

Portal Terra

SÃO PAULO - Dois vereadores de Santa Catarina e outros dois vereadores de Goiás foram cassados nesta segunda-feira por terem trocado de partido. A decisão tem base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que o mandato de parlamentares pertence ao partido e não ao político.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Goiânia julgou procedente os pedidos do partido Democratas (DEM) de Maurilândia, que pedia a perda de cargo dos vereadores Luis Marques de Oliveira e Anildo Sebastião da Silva, que se desfiliaram sem justa causa.

O TRE-SC determinou a perda de mandato dos vereadores Claudemir Matias Francisco, do PSB, de Barra Velha, que no dia 10 de setembro de 2007 deixou o PMDB, e de Gilberto José Boscato, do PP de Concórdia, que em 13 de setembro de 2007 saiu do DEM.

Anteriormente, o tribunal de Santa Catarina já havia cassado o mandato da vereadora Alzenira Sartori Dias, de Fraiburgo, que no dia 6 de setembro de 2007 deixou o Partido Verde (PV) e filiou-se ao Partido Popular Socialista (PPS).